Um caderno por cada ideia... 📚

Desde que lancei o Yellow Pad, tenho-me cruzado com vários exemplos de pessoas que, como eu, confiam aos cadernos a missão de lhes clarificar o pensamento. O Seinfeld, de quem falei na primeira edição da newsletter, chama-lhes “a sua tela favorita”. 

Cá por casa, quanto mais ideias tenho em desenvolvimento, mais cadernos vão aparecendo em cima da secretária. Este é o panorama atual. 

Um dos projetos já ganhou vida e saltou das páginas do caderno de lombada azul. Vou falar-te dele nesta edição. Quanto aos outros… novidades em breve!

E agora os temas deste mês, vamos a isto!


Carreiras manta de retalhos

No final de janeiro, participei como avaliadora num assessment de treino para alunos da Católica-Lisbon, a convite da Carina Figueira. No Q&A, surgiu uma pergunta sobre o impacto das mudanças entre setores no desenvolvimento de carreira, um tema que me diz muito. A diretora do mítico estúdio Abbey Road, que começou por trabalhar em Banca de Investimento e foi parar à indústria da música, é um exemplo de como um percurso diversificado pode trazer enormes ganhos às organizações. Inspirador!

Ouvir o podcast

Histórias de empresas

Este ano a loja dos meus pais faz 36 anos e, para celebrar, propus-lhes que contássemos a história da empresa, desde a fundação, num livro que será partilhado com alguns clientes. Para o design, contámos com a infalível Catarina Machado

As histórias das empresas têm o poder de reforçar a ligação das pessoas aos seus valores e legado. Já imaginaste receber um livro com a história da tua empresa no teu primeiro dia de trabalho? Se quiseres saber mais sobre esta ideia, vamos conversar!

Enviar email

Empatia na ordem do dia

Vivemos hoje num grande contínuo de espaço, tempo, responsabilidades e missões. Precisamos, mais do que nunca, de empatia. Foi sobre a importância de a treinar, em contexto organizacional, que escrevi este mês. 

Ler o artigo

Navegar a ambiguidade

Dois especialistas, o mesmo tema, opiniões opostas. E repara nas datas. Para navegar este “mundo confuso de possibilidades paralelas”, a d.school lançou a Biblioteca da Ambiguidade, com vários recursos para reflexão, aprendizagem e treino. Gosto particularmente do exercício “Dear Ambiguity”, que nos desafia a escrever um postal à ambiguidade.

Ver o exercício


Estas foram algumas das ideias que passaram pelos meus cadernos ao longo deste mês e que escolhi partilhar contigo.

Se quiseres dar-me feedback, partilhar leituras e inspirações ou aprofundar algum tema, basta responder a este e-mail.

Até março! 👋